Fraturas Emocionais!

Post-6

Você provavelmente já se questionou: Por que é eu me sinto assim? Por que é que eu tenho estes tipos de ação? Por que isso me dói? Por que eu não aceito este tipo de comportamento?

Todos nós somos um acúmulo de experiências vividas, sejam elas positivas ou negativas, que transformam o nosso interior. Esta transformação se dá por questão de sobrevivência e bem-estar, fazendo assim nascerem características marcantes que diferem um ser do outro.

E por que este acúmulo de experiências vividas se transforma em características marcantes que nos diferem um dos outros? Porque ele se transforma em fraturas emocionais que constantemente precisamos amenizá-las para um viver produtivo e saudável.

Você é o que você ouviu, o que você aprendeu, e o que você viveu até agora.

 O desenvolvimento da vida acontece por todos estes canais de comunicação de experiências. Se você, por algum motivo paralisa este desenvolvimento, chances são que as suas fraturas emocionais estão em evidencias doloridas em você.

E por que há necessidade de amenizarmos as dores destas fraturas? Porque só assim você desenvolve caminhos funcionais e claros para o seu futuro ideal.

Para evidenciar estas fraturas em você, responda para você mesmo as perguntas abaixo?

Você se importa com o que as pessoas pensam e dizem sobre você?

Você busca realizações constantes, está sempre em ação?

Você busca a segurança do planejar toda e qualquer ação que você tem em vida?

Você precisa de tempo para tomar decisões e avaliar os melhores caminhos para suas ações?

Estas são quatro simples perguntas que provavelmente você se viu mais em uma do que em outra. O que te faz se identificar mais ou menos com cada uma delas são as suas experiências passadas que geraram fraturas emocionais em você e pela sua necessidade de superação, você desenvolveu um perfil talvez mais ativo, ou mais calmo, talvez você seja um perfil mais cauteloso, ou você se vê mais como indeciso.

 

Você é lesionado com fraturas emocionais a todo o momento, algumas delas aconteceram logo cedo na infância, outras na adolescência, e tem aquelas fraturas bem recentes que acabaram de acontecer. Isso porque nós também, a todo o momento, comunicamos fraturas emocionais. Sim, das suas fraturas emocionais sofridas, você comunica com pessoas com quem se relaciona as suas fraturas, o que faz com que machuca as fraturas sofridas por outros, que passa também a comunicar as suas fraturas emocionais sofridas. Daí se explica todas as formas de conflitos de relacionamentos, sejam eles amorosos, profissionais ou pessoais.

Você consegue identificar algumas das suas fraturas emocionais adquiridas? Não é algo difícil de identificação. Talvez você não consiga saber os causadores das fraturas, mas se define como inseguro, ou como ciumento, ou como impaciente, quem sabe ansioso, ou medroso. Frutos das suas fraturas emocionais que você desenvolve como proteção.

O coaching, a psicologia e a psicanálise são fisioterapeutas das suas fraturas emocionais. Depois que uma fratura acontece, nunca mais volta a ser igual, mas com as fisioterapias você ameniza os danos da fratura sofrida e pode voltar a agir na sua potencialidade máxima, como antes da fratura.

Quer desenvolver a sua segurança? Quer controlar a sua ansiedade ou o seu ciúme? Quer passar a ser corajoso?  Então, amenize os danos das suas fraturas emocionais.

Postado em Uncategorized.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>